quinta-feira, 22 de maio de 2014

Sábios Conselhos


O Almirante William "Bill" H. McRaven é um cara durão e uma fonte de bons conselhos.


Almirante Bill McRaven, na Universidade do Texas.
Chefe do Comando Conjunto de Operações Especiais dos Estados Unidos, ele é um veterano de 36 anos dos SEAL (U.S.Navy Sea, Air, Land Teams), o grupo de elite da Marinha americana.


Ele foi comandante de um esquadrão do famoso Grupo Naval de Operações Especiais de Guerra, mais conhecido como Equipe SEAL Seis e supervisionou o planejamento e execução da operação que matou o terrorista Osama bin Laden.

Ele é o mais misterioso e melhor protegido 4-estrelas da Marinha e muito raramente aparece em público. Na realidade ele era pouco conhecido fora da comunidade das Forças Especiais e fez sua carreira até chegar ao posto de Almirante-de-Esquadra sem ter sido notado pela mídia, até a Operação Lança de Netuno, que liquidou o terrorista mais procurado do mundo.

Mas os estudantes da Universidade do Texas, em Austin, tiveram uma rara oportunidade quando o Almirante McRaven pronunciou o discurso de paraninfo para quase 8.000 estudantes, na solenidade de formatura da turma de 2014, no dia 17 de Maio.

McRaven formou-se na Universidade do Texas na turma de 1977 e participou do Corpo deFormação de Oficiais da Reserva Naval, como universitário. Após sua formatura, foi admitido no Corpo de Oficiais da Armada como segundo-tenente e chegou ao posto máximo da carreira naval em agosto de 2011.

O seu discurso é uma grande lição de vida e seus conselhos aos recém-formados começa da seguinte forma:

"O que começa aqui, muda o mundo". Este é o lema da Universidade do Texas. Nesta noite, quase 8.000 alunos se formam. O site Ask.Com diz que um americano médio conhecerá 10.000 pessoas durante sua vida. É um montão de gente.
Mas se cada um de vocês mudar a vida de apenas 10 pessoas - e cada uma dessas pessoas mudar a vida de outras 10 pessoas - só dez - então em cinco gerações, 125 anos, a turma de 2014 terá mudado a vida de 800 milhões de pessoas.
800 milhões de pessoas, pense nisto, mais do dobro da população atual dos Estados Unidos. Uma geração mais e vocês poderão mudar toda a população do mundo: 8 bilhões de pessoas.

E ele continua sua palestra mencionando sua experiência pessoal quando entrou para a Marinha e para o SEAL.

Nossos desafios neste mundo são similares e as lições para superar estes desafios e seguir adiante - mudando a nós mesmo e o mundo ao nosso redor - aplica-se igualmente para todos.

Eu tenho sido um SEAL por 36 anos. Mas tudo começou quando eu participei do treinamento básico na Base Naval Anfíbia de Coronado, na Califórnia.

O Curso Básico SEAL dura 6 meses de corridas longas e penosas em areia macia, nadar durante a noite nas águas geladas do Pacífico, corrida de obstáculos, sessões infindáveis de exercícios calisténicos, dias sem dormir e estar sempre molhado, com frio e sentindo-se miserável.

São seis longos meses de ser constantemente assediado por guerreiros profissionalmente treinados, que estão à procura dos fracos de espírito e de corpo, para impedí-los de se tornar um SEAL.
Mas o treinamento também procura encontrar aqueles que podem liderar em um ambiente de constante desgaste emocional, caos, falhas e sofrimento.

Para mim, o treinamento básico SEAL foi uma vida de desafios concentrada em seis meses.
Assim, aqui estão as dez lições que aprendi no treinamento básico SEAL que, espero, sejam valiosas para vocês no decorrer de suas vidas.

Todo dia de manhã os instrutores - que eram todos veteranos do Viet Nam - vinham inspecionar nosso alojamento e ver como arrumamos nossos beliches.

Se estivessem corretamente feitos, o lençol estaria bem esticado, o travesseiro corretamente colocado no meio da cabeceira e o cobertor devidamente dobrado no pé do beliche (assim se chama "cama" na Marinha).

Uma tarefa simples, bem mundana. Mas todo manhã nós tínhamos que fazer nossa cama com perfeição. Parecia rídiculo, naquele tempo, particularmente pelo fato de que queríamos ser guerreiros, SEALs preparados para a batalha, mas a sabedoria deste simples ato provou-se para mim muitas vezes durante a minha vida.

Se você arruma sua cama todas as manhãs, terá cumprido plenamento com a primeira tarefa do dia. Isto trará um pequeno sentimento de orgulho e dará a coragem para cumprir outra tarefa e outra e outra.
No final do dia, aquela pequena tarefa cumprida se transformará em muitas outras tarefas cumpridas. Fazer a sua cama reforça o fato de que pequenas coisas na vida são importantes.

Se você não pode fazer as pequenas coisas, nunca fará corretamente as grandes coisas.

E se por acaso você tiver tido uma dia miserável, você chegará em casa e encontrará uma cama bem feita - que você fez - e isto com certeza vai lhe dar o encorajamento de que amanhã será um dia melhor.
Se você quiser mudar o mundo, comece arrumando sua cama.

Veja o vídeo do discurso do Alte. McRaven e a transcrição do texto aqui.

Um comentário: