quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Dia Marítimo Mundial

A cerimônia militar do Dia Marítimo Mundial foi realizada no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro, com o tema “Desenvolvimento Sustentável: A contribuição para além da Rio + 20”, atribuído pela Organização Marítima Internacional (IMO). 

O Batalhão Escolar da EFOMM em continência às autoridades.
O evento contou com a presença do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, de membros do Almirantado, do Diretor de Portos e Costas, Vice-Almirante Cláudio Portugal de Viveiros, além de outras autoridades militares e representantes de empresas e entidades do setor.

Na mensagem do Secretário-Geral da IMO, Koji Sekimizu, apresentada pelo Presidente do Centro de Capitães da Marinha Mercante, Capitão de Longo Curso (CLC) Álvaro José de Almeida Júnior, o lançamento das Metas de Desenvolvimento Sustentável foi destacado como um dos principais resultados da última edição da Conferência Rio + 20 e, por esse motivo, a escolha alinhada do tema para 2013. Ainda na mensagem, foi abordada a necessidade de garantir que o desenvolvimento do Sistema de Transporte Marítimo seja sustentável.

Segundo Sekimizu, “é preciso identificar as grandes áreas que precisamos priorizar para se alcançar a sustentabilidade. A segurança, a proteção do meio ambiente, a eficiência operacional e a conservação de recursos são algumas dessas áreas”.

A Ordem do Dia do Diretor de Portos e Costas exortou a necessidade de prestigiar os homens e mulheres que, a bordo das embarcações e navios de bandeira nacional, singrando pela Amazônia Azul, transportam vidas, riquezas e participam do imenso esforço de explorar gás e petróleo do subsolo marinho e, ainda, aqueles que, dia e noite enfrentando um ambiente nem sempre tranquilo, trazem o alimento e produtos tão importantes para a população.

Durante a cerimônia, houve a entrega do Distintivo de Comodoro ao CLC Rui Luis Schmidt Felipe como reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à Marinha Mercante Brasileira.

O Capitão de Longo Curso Rui Luis Schmidt Felipe (de costas, à esquerda)
 recebe o distintivo de Comodoro da Marinha Mercante das mãos do Vice-Almirante
Cláudio Portugal de Viveiros (à direita), sob o olhar do Comandante da Marinha,
Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto (centro).
Além disso, o aluno do 2º ano da EFOMM (Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante), Lucas Mattos de Siqueira Mesquita, foi premiado com um troféu pela conquista do Campeonato Mundial Júnior de Vela da Classe "SNIPE".

Os irmãos Lars e Torben Grael, velejadores, medalhistas olímpicos e figuras importantes para o esporte brasileiro e para a Comunidade Aquaviária, também marcaram presença.
“Ao promover o Dia Marítimo Mundial, a Marinha reúne aqui os apaixonados pelo mar. (...) Cabe à Marinha esse papel de catalisar todos os interesses voltados à maritimidade, ao mar e às águas interiores”, declarou Lars Grael.


Como tradição do evento, o Comandante da Marinha convidou os representantes da TRANSPETRO, do Sindicato Nacional das Empresas de Navegação Marítima – SYNDARMA, do Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante – SINDMAR e do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e OFFSHORE - SINAVAL para acompanhá-lo na aposição floral ao busto de Irineu Evangelista de Sousa, o Visconde de Mauá, Patrono da Marinha Mercante Brasileira.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

NYPD Compra 100 Harley-Davidson Police Motorcycles


O famoso NYPD (Departamento de Polícia de New York) vai investir US$2,6 milhões na compra de mais 100 motocicletas Harley-Davidson para sua Highway Patrol Unit.


As motocicletas tradicionalmente usadas pela Polícia de Nova Iorque são os modelos Road King e Electra Glide, que custam entre US$18.000 e US$24.000 na versão policial.

2014 Harley-Davidson FLHTP Electra Glide Police

As Harleys são usadas para patrulhar rodovias e avenidas dos cinco distritos da cidade, além de fazer escolta de dignatários e liderar paradas, incluíndo a famosa Macy’s Thanksgiving Parade, que dá início oficial às festas natalinas na maior metrópole dos EUA.

Desfile do dia de Ação de Graças de 2012.

A atriz e cantora Cher, na garupa de uma Harley-Davidson
da Patrulha Rodoviária de New York.


O Departamento de Polícia de Nova Iorque começou a usar as Harley-Davidson nos anos 1950. A última grande compra tinha sido feita em 2007, quando o NYPD comprou o equivalente a US$945.000 em motocicletas da Motor Company.

sábado, 26 de outubro de 2013

Viva a Serra Festival

Sem qualquer divulgação anterior, fica o registro:


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

5º Harleyros Maringá


Um dos melhores encontros de Harleyros já tem data marcada para a sua 5ª edição.


Marquem no seu calendário. Eu já marquei no meu!

23 de Outubro - Dia do Aviador

DIA DO AVIADOR
Sérgio Pinto Monteiro* 
                                                                    
     A Lei nº 218, de 04 de julho de 1936, instituiu no Brasil o Dia do Aviador. A data reverencia a primeira vez na história em que um homem ergueu-se do solo realizando um voo público com um aparelho mais pesado que o ar. Alberto Santos-Dumont, em seu 14-Bis (assim chamado por tratar-se de um biplano, dois pares de asas paralelas de cada lado, construído a partir do dirigível nº 14, da série criada pelo inventor), realizou o antigo sonho de fazer o homem voar. Ocorrido em 23 de outubro de 1906, no gramado de Bagatelle, no Bois de Boulogne, na capital da França, o feito histórico transformou Santos-Dumont no cidadão mais popular de Paris na primeira década do século 20, herói brasileiro, imitado, festejado e aplaudido em todo o mundo. Eventuais tentativas de atribuir-se a façanha do primeiro voo aos irmãos Wright não resistem a uma análise isenta e mais cuidadosa da matéria.


     No Brasil, a Lei nº 3636, de 22 de setembro de 1959, concedeu a Santos-Dumont o posto honorífico de Marechal-do-Ar.

    O início da aviação militar em nosso país (era pós-balonismo) remonta ao início do século vinte, cinco anos após o primeiro voo do 14-Bis. Em 1911, a Marinha de Guerra enviou à França o Capitão-Tenente Jorge Henrique Moller, brevetado aviador em 29 de abril do mesmo ano e transformando-se no primeiro aviador militar brasileiro. 

Ainda 1911, foi criado o Aero Club Brasileiro, cujo objetivo era se transformar numa escola de aviação. No ano seguinte, o ACB começou a utilizar o Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro, antigo engenho onde, no século XIX, se produzia açúcar e criava gado. Ali se instalou o primeiro campo de aviação do país. A Escola Brasileira de Aviação, criada em 1914 e também sediada no Campo dos Afonsos, teve curta duração. Nesse tempo, o Exército adquiriu as primeiras aeronaves de uso militar, de fabricação francesa e italiana. Cinco desses aviões foram deslocados para a região da Campanha do Contestado (1912/1916) e três deles ficaram sob o comando do General Setembrino de Carvalho. As outras duas aeronaves foram destruídas em consequência de um incêndio no comboio ferroviário que as transportava para a região do conflito. Pela primeira vez em nosso país, o Exército usava a recém-criada arma aérea em operações de guerra.

    Em 1º de março de 1915 faleceu, durante uma missão de reconhecimento aéreo na área do litígio no Paraná, o Tenente Aviador Ricardo João Kirk, Diretor da Escola de Aviação e Comandante do Destacamento. O Tenente Kirk, brevetado em 22 de outubro de 1912 na Ecole d’Aviation d’Etampes, na França, foi o primeiro oficial do Exército Brasileiro a pilotar aviões como também o primeiro aviador brasileiro a perder a vida em missão de guerra. Promovido a Capitão post-mortem, é hoje homenageado como Patrono da Aviação do Exército Brasileiro.

   Em 23 de agosto de 1916, o Presidente Wenceslau Braz, assinou decreto criando a Escola de Aviação Naval e aviadores navais brasileiros participaram de operações reais de patrulha durante a I GM (1914/1918), integrando o 10º Grupo de Operações de Guerra da Royal Air Force. Ainda em 1916, a Marinha fez história com uma aeronave Curtiss atuando em proveito dos meios da esquadra.


   O Ministério da Aeronáutica surgiu no Brasil em plena Segunda Guerra Mundial, criado pelo Decreto-Lei nº 2961, de 20 de janeiro de 1941. A recém-nascida Força Aérea Brasileira herdava das antigas aviações do Exército e da Marinha algumas centenas de aeronaves, a maioria delas obsoletas para missões de guerra. Em contrapartida, recebia também uma plêiade de jovens aviadores, militares de altíssimo padrão profissional e cívico, que cumpriram com dedicação e eficácia a complexa e dificílima missão de instalar e tornar operacional uma nova força aérea, em plena II GM. Esses homens, cuja expressão maior é o Marechal-do-Ar Eduardo Gomes (declarado Aspirante a Oficial do Exército, na Arma de Artilharia, em 17 de dezembro de 1918 e promovido a Brigadeiro em 10 de dezembro de 1941) tornaram-se dignos da admiração, respeito e reconhecimento do povo e da nação brasileira. Seu pioneirismo, coragem e bravura jamais devem ser esquecidos, eis que, numa simbiose perfeita, souberam aliar o sonho dos grandes aviadores ao profissionalismo de soldados da melhor estirpe.



    O Marechal Eduardo Gomes, exemplo de militar e de cidadão, tornou-se por inteira justiça, através da Lei nº 7243 de 04 de novembro de 1984, patrono da Força Aérea Brasileira, enquanto o Marechal-do-Ar (honorífico) Alberto Santos-Dumont, pela mesma lei, era declarado patrono da Aeronáutica.


    Um século após a brevetação do nosso primeiro aviador militar e setenta e dois anos decorridos da criação da Força Aérea Brasileira, o Pai da Aviação continua inspirando os aviadores do Brasil na realização de seu nobre destino de herdeiros daquele que tornou possível o sonho de Ícaro. Vocês, aviadores de todas as épocas, do romantismo dos pioneiros ao tecnólogo da era cibernética, têm no seu DNA o brilho, a coragem, a tenacidade, o idealismo, a brasilidade e a fibra de Alberto Santos-Dumont e Eduardo Gomes. Nasceram predestinados à vitória. Nada, nem ninguém, jamais poderá derrotá-los. Parabéns Força Aérea Brasileira. Parabéns, gloriosos homens alados. A nação descansa, tranquila, sob as suas asas protetoras.

Iniciará o primeiro voo a grande ave sobre o monte Cecero, enchendo o universo de admiração, preenchendo com sua fama todas as escrituras, e dando glória eterna ao ninho onde nasceu”.
               Leonardo da Vinci (Codice sul volo degli uccelli - 1505)


*o autor é professor, historiador e oficial da R/2do Exército Brasileiro. É Diretor de Cultura e Civismo da Associação Nacional dos Veteranos da FEB, membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil e da Academia Brasileira de Defesa. 

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Projeto Rushmore: Vendas da Harley-Davidson Disparam no 3º Trimestre


A HDMC comunicou ao mercado o lucro líquido da empresa no 3º Trimestre 2013: US$162,7 milhões, um aumento de 21,4% sobre o mesmo período de 2012.


A receita com a venda de motocicletas e acessórios atingiu US$1,18 bilhão.

O balanço consolidado de vendas do trimestre, incluindo receitas das operações financeiras, apresentou um crescimento de 7%, alcançando US$1,34 bilhão, comparado com o terceiro trimestre de 2012.


O item mais importante do comunicado foi o crescimento nas vendas de veículos novos, que teve um incremento de 15%, alcançando 70.517 motocicletas entregues de Julho a Setembro de 2013. As vendas nos EUA cresceram 20%, com 48.529 motocicletas despachadas.


Pelo segundo trimestre consecutivo, as vendas de motocicletas aumentaram em todas as regiões do mundo: 10% na Ásia/Pacífico, 16% na América Latina, 7% no Canadá e 2% na Europa, Oriente Médio e África.

O Presidente da Motor Company, Keith Wandell, afirmou que tiveram "um grande trimestre, com um forte desempenho financeiro."
"A resposta do mercado foi extremamente positiva para a linha 2014, lançada em 18 de Agosto. As vendas dos modelos do Projeto Rushmore causaram o melhor terceiro trimestre da companhia em duas décadas," concluiu Keith Wandell.


A Harley-Davidson Motor Company reafirmou sua expectativa de vender entre 259.000 e 264.000 motocicletas novas em 2013.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Alugue Sua Harley Numa Locadora de Carros

A Enterprise Renta-a-Car, a maior dos Estados Unidos, será a primeira locadora de carros a oferecer motocicletas Harley-Davidson a seus clientes.


O anúncio foi feito esta semana pelo Vice-Presidente de Operações da locadora, Dave Nestor, informando que a primeira loja a oferecer as motocicletas H-D será em Las Vegas, Nevada, na 4517 West Flamingo, bem perto do boulevard onde estão localizados os maiores hotéis-cassino da cidade.

A diária custará entre US$120 e US$160, com descontos para alugueis semanais. A locadora disponibilizará capacetes para o piloto e garupa, já incluídos no valor do aluguel.

"Com um número maior de turistas na capital mundial do entretenimento e com um clima muito agradável, mais pessoas querem passear pelo campo numa motocicleta," afirmou Dave.  Com tantas atrações na região, como o Grand Canyon, Represa Hoover e o Lago Mead, Las Vegas tem sido um destino quase obrigatório para motociclistas do mundo todo.

Este será o piloto de um programa de crescimento que dependerá da demanda para ser expandido para outros estados, segundo a Enterprise.

Os modelos que estarão disponíveis serão: Street Glide, Road Glide Custom, Electra Glide Classic, Electra Glide Ultra Limited and Road Glide Ultra. Dentro de dois meses a Heritage Softail Classic e a Fat Boy Lo serão incorporadas à frota.

A Entreprise Rent-A-Car foi criada em 1957 pelo empresário Jack C. Taylor e tem sua sede na área metropolitana de St. Louis, Missouri.
O nome foi escolhido para homenagear o porta-aviões "Enterprise", no qual Jack Taylor serviu como Oficial da Marinha, durante a Segunda Guerra Mundial.

A empresa transformou-se no grupo Enterprise Holdings, Inc., que também é proprietária das locadoras National Car Rental e Alamo Rent-a-Car.

Sendo a maior locadora da América do Norte, a Enterprise opera uma frota de 941.000 veículos (mais que a Hertz e a Avis, juntas), tem 68.000 empregados, mais de 6.200 lojas (incluindo 419 lojas em aeroportos) e operações no Reino Unido, Irlanda e Alemanha.

Além de automóveis e, agora, motocicletas, a empresa aluga caminhões e gerencia frotas comerciais de grandes empresas.


Sózinha, a Enterprise é responsável pela compra de 7% da produção anual de veículos dos Estados Unidos. A revista Forbes lista a companhia como a 21ª maior empresa privada do país, com faturamento anual de 18 bilhões de dólares.

Harley-Davidson: Possível Problema Mecânico em Modelos 2014

Harley-Davidson está fazendo um recall voluntário de alguns motocicletas modelo 2014, devido a um problema que pode criar uma situação que afete a segurança do piloto.

Cerca de 29.000 motocicletas nos EUA deverão ser retornadas aos revendedores para inspeção e possível reparo. Segundo a nota, os proprietários não devem usar as motocicletas até que sejam inspecionadas.

A HDMC informou que a embreagem hidráulica em alguns modelos pode não desengatar a marcha, dificultando a redução de velocidade ou a parada da motocicleta.

Os proprietários deverão entrar em contato com o revendedor, que se encarregará que buscar a motocicleta, inspecioná-la e efetuar o reparo, se necessário, sem custo.

Harley-Davidson 2014 Softail Deluxe CVO
O recall afeta  alguns modelos Touring, Softail,  CVO e Tri Glide fabricados entre 3 de Maio e 14 de Outubro de 2013.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Sentimento


É o que eu sentí, depois de ter rodado 1.340km no fim de semana, disfrutado com pessoas queridas e conhecendo a linha 2014 da Harley-Davidson no Salão 2 Rodas.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Harley-Davidson: Motor Twin-Cooled High Output Twin Cam 103

Diagrama e cortes do novo motor com arrefecimento híbrido da Harley-Davidson, equipando os modelos 2014 Ultra Limited e Tri Glide Ultra:

Diagrama do sistema híbrido de arrefecimento.

Vista frontal, mostrando os dois radiadores, instalados nas carenagens.

Vista lateral direita, mostrando o reservatório do líquido de arrefecimento.

Vista lateral esquerda.

Vista traseira, mostrando também a caixa de câmbio de 6 marchas.

Vista lateral direita, mostrando detalhe do ventilador de resfriamento do líquido de arrefecimento e tubo de alimentação de água dos radiadores.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Amigos


Harley-Davidson: Muito Além da Lógica

"Se as pessoas agissem só pela lógica, comprariam a motocicleta mais barata do mercado," disse Ken Schmidt, um dos mais requisitados consultores em comunicação corporativa dos Estados Unidos e ex-Diretor de Marketing da Harley-Davidson.

Ken Schmidt
"Afinal, qualquer motocicleta leva você de um ponto a outro, em condições normais. Mas as pessoas não reagem desta maneira, quando se trata de motocicletas. Elas preferem comprar uma Harley-Davidson, não sómente pelo produto em sí, mas por todas as coisas que vem junto com esta motocicleta," conclui.

As pessoas não escolhem uma Harley-Davidson por causa de campanhas de marketing.  As pessoas compram uma Harley-Davidson por que gostam da Harley-Davidson. Ponto.

Ele menciona o que considera uma da maiores mentiras de marketing, existente. É aquela que diz que "tudo que acontece em Las Vegas, fica em Las Vegas."

Segundo Ken, se isto fosse verdade, ninguém visitaria Las Vegas, pois não teria sabido o que acontece por lá.

E é exatamente sabendo da experiência que as pessoas tem com as Harley-Davidson é que outras pessoas passam a gostar da marca, experimentam as motocicletas e tornam-se apaixonados por elas.

Ken conta que encontrou com um hindu durante uma viagem às Ilhas Maldivas, recentemente. O homem usava um turbante, a barba característica e uma camiseta preta com as palavras "Harley-Davidson, Sturgis, 2012.”
"Eu disse a ele; você não esteve em Sturgis! Ele pegou o celular e mostrou a foto, com a família, em frente à revenda H-D de Sturgis. Aí comentou que o melhor da viagem foi ver a banda Lynyrd Skynyrd tocando 'Sweet Home Alabama' e ser convidado para visitar o camarim, depois do show. E pegou o celular novamente para mostrar as fotos. Ficamos conversando por um bom tempo sobre a sua experiência na viagem. Em nenhum momento foi discutido o produto Harley-Davidson. Só a experiência Harley-Davidson."

Rally de Sturgis atrai de 400.000 a 500.000 Harleyros, todos os anos. Discípulos, como os chama Ken Schmidt, afirmando que estas pessoas se sentem bem em poder contar sobre sua experiência Harley-Davidson.

"Isto," diz Ken, "nenhum outro produto manufaturado consegue ter. Isto não é resultado de marketing. É resultado do agregamento humano que a marca Harley-Davidson desenvolve nas pessoas."

Ken Schmidt entrou na HDMC em 1985, quando a companhia lutava para sair da quase falência, trabalhando inicialmente como um especialista em relações com a imprensa. Foi promovido a Diretor Corporativo de Comunicações da Harley-Davidson em 1990 e ficou nesta posição por 10 anos, sendo considerado o responsável pela forte imagem que a Harley-Davidson desfruta no mundo das motocicletas de grande porte.


Ao sair da Harley-Davidson, criou sua própria empresa - Ken Schmidt Company - e dedica-se a fazer palestras sobre comunicação corporativa para empresas, associações e universidades americanas.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Café Racer: As Motocicletas dos Anos 1950

O termo Café Racer foi criado pelos motociclistas britânicos no início dos anos 1950, especialmente os Rockers.

Nos anos 1950 as privações provocadas pelo eforço de guerra (1939 a 1945) foram amenizadas e a classe média britânica conseguiu ter renda suficiente para comprar automóveis e motocicletas, que  passaram a ser o meio de transporte da juventude. Os Rockers surgiram nesta época, influenciados pelos filmes e pela música norte-americana e estimulados pela construção de estradas arteriais ao redor das grandes cidades do Reino Unido, com o surgimento dos transport café (parada de caminhões, nas estradas).

Um transport café, parada de caminhões dos anos 1950
Um moderno truck stop, versão atual dos transport café
Estes jovens, imersos na cultura do Rock 'n Roll, foram fortemente marcados por atores com James Dean e Marlon Brando e artistas como Elvis Presley, Chuck Berry, Gene Vincent e Eddie Cochran, entres outros. Os Rockers cultuavam o personagem vivido por Marlon Brando no filme The Wild One (O Selvagem), projetando um romancismo nômade, a violência de gangues e a rebeldia perante a autoridade.

Café Racers, nos anos 1960
Também influenciados da mesma forma, mas reputiando a violência, o termo Café Racer descrevia os motociclistas que frequentavam os transport café e disputavam corridas realizadas entre estas paradas de camioneiros. A Café Racer é uma motocicleta modificada para ter mais velocidade e manobrabilidade, sem se preocupar com o conforto do piloto.

Suas características principais eram:  banco solo, guidão baixo, tanques de maior capacidade, pedaleiras recuadas (para permitir mais espaço lateral nas curvas) e escapamento elevado.

Triumph Triton
Estas motocicletas eram leves, sem acessórios e capazes de rodar em qualquer tipo de pavimentação.  A melhor representação de uma Café Racer é a Triton, uma motocicleta customizada que usava o quadro da Norton Featherbed e o motor da Triumph Bonneville.  Outras marcas muito utilizadas forma a BSA, Royal Enfield e a Matchless.

BSA Cafe Racer
Triumph Brighton Café Racer
Triumph Thruxton Café Racer
Atualmente o termo Café Racer é também usado para descrever motociclistas que preferem modelos de motocicletas antigas (inglesas, italianas ou japonesas), fabricadas entre 1950 e o final dos anos 1970.

Estes pilotos não imitam os rockers de antigamente, preferindo roupas e equipamento mais moderno e eficientes, mas se preocupam em manter o estilo original.  Os rockers do século 21 ainda preferem pilotar as clássicas motocicletas inglesas e japonesas.

Honda CB 400 Four Café Racer
Honda CB 750 Four Café Racer
Honda CB 750 Four Café Racer
Honda CB 550 Four Café Racer
A Harley-Davidson apresentou sua primeira Café Racer em 1977, no modelo XLCR.

Harley-Davidson XLCR 1000 Café Racer 1978
Harley-Davidson Nightster Café Racer
Harley-Davidson Café Racer
Outros fabricantes europeus, como a Benelli, BMW, Bultaco e Derbi, também produziram motocicletas do estilo Café Racer.

BMW R 100 Café Racer
Um piloto Café Racer clássico usa calças jeans das marcas Levi's ou Wrangler, capacete aberto, jaqueta com muitas "bolachas" e pins e botas de cano alto, preferencialmente com aparência antiga e pouco cuidada.

Café Racers modernos.


domingo, 6 de outubro de 2013

Harley-Davidson: Ações em Alta em Wall Street

A agência de classificação de riscos BMO Capital aumentou suas estimativas de ganhos com as ações da Harley-Davidson, nesta sexta-feira, baseado na resposta positiva do mercado às novas motocicletas da marca.

O analista Gerrick Johnson comentou em seu relatório que a linha 2014 da H-D tem tido uma forte aceitação, com os revendedores atingindo suas cotas de venda rapidamente.

A aceitação tem sido particularmente forte para as motocicletas do projeto “Rushmore”, especialmente as da linha touring, que tem recebido avaliações muito altas nos quesitos conforto, potência, estilo e nova tecnologia.



Segundo Johnson, as ações da H-D, negociadas na Bolsa de Valores de New York tem tido uma boa valorização, estando atualmente no nível de US$65 por ação, mas que deverá alcançar US$74 no decorrer de2014.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Harley-Davidson: Atualização do Sistema de Áudio

O sistema de áudio instalado nas motocicletas touring da Harley-Davidson é o Harmon/Kardon® Advanced Audio, cuja versão atual é equipamento original nas Ultra Glide, Road Glide e Street Glide (sem o rádio CB), desde 2007. 



O que pouca gente sabe, é que o sistema operacional pode ser atualizada para a sua última versão, sem necessidade de levar a motocicleta a um revendedor autorizado.

Segundo a própria H-D, a atualização é bem simples. Quem quiser ver as instruções originais em inglês, é só entrar aqui.

1º Passo - Verificar a versão do software do sistema.

 Verifique a versão do software do sistema instalado, para certificar-se se o rádio necessita de atualização.

  1. Ligue o rádio e selecione o modo FM.
  2. Gire a chave de ignição para a posição OFF.
  3. Aperte e segure dois dos botões laterais do painel do rádio (os botões numerados, veja Figure 1) e gire a chave de ignição para a posição ACCESS.
  4. Continue a pressionar os dois botões até que "Diag Test" apareça na tela do radio (figure 2).
  5. Aperte o botão 4, ao lado da  palavra "Software".
  6. Aperte o botão 6 para sair da tela.
Dois componentes do programa são mostrados. Cada um é seguido pela letra "v" para indicar a versão. Se "ST10" for a versão v.8.25.0 ou mais recente (para os modelos 2011), NÃO precisa seguir com a atualização, pois não haverá nenhuma mudança no sistema.

2º Passo - Copiar os arquivos de atualização para um CD.

O rádio precisa ler arquivos do CD para fazer a atualização. Estes arquivos podem ser baixados para seu computador e gravados em um CD. Para baixar os arquivos, clique aqui, clique em "Other Software Dowloads" e em "Dowload Software" do Advanced Audio System.
  1. Salve o arquivo .zip no seu computador.
  2. Abra o arquivo .zip, e dois arquivos ficarão disponíveis (HD TMS320 8_19_0.upg e st10 tms320_bootloader_8_25_0.bin). 
  3. Grave os dois arquivos em um CD (CD-R ou CD-RW) em formato padrão (HFS Plus/ISO 9660), iTunes (Audio CD), ou MP3 (ISO 9660). Determine a velocidade de gravação para 8x ou menos.
  4. O CD está pronto para ser utilizado na atualização do rádio.
3º Passo - Atualize o rádio.

Agora com o CD com os arquivos de atualização, coloque o CD no rádio e ele fará o trabalho sózinho. Atenção: NÃO use este CD para tentar corrigir um problema que o rádio esteja apresentando e NÃO feche a portinhola do CD durante a atualização.
  1. Com o rádio no modo FM, retire algum CD que esteja inserido nele.
  2. Coloque a chave de ignição na posição OFF.
  3. Aperte e segure dois botões numerados do rádio e gire a chave de ignição para a posição ACCESS.
  4. Continue apertando os dois botões até que a tela "Diag Test" apareça.
  5. Aperte o botão 5, ao lado de "Update".
  6. Coloque o CD com os arquivos no rádio, quando "Insert CD" for mostrado na tela (figure 3).
    NÃO feche a porta do compartimento de CD. O rádio começará automaticamente a fazer a atualização. O processo completo demora cerca de 7 minutos. Uma mensagem informará o progresso da atualização. O rádio desligará e acenderá automaticamente duas vezes durante a atualização. Se o CD parecer que está preso e não sair, desligue o rádio, gire a chave de ignição para a posição OFF e retire o fusível principal (na caixa de fusíveis). Espere 5 minutos antes de recolocor o fusível principal de volta. Ejete o CD quando o rádio acender outra vez.  
  7. Depois do rádio ter reiniciado pela segunda vez, aperte o botão 6, ao lado da palavra "Exit" para fazer o rádio voltar ao funcionamento normal.
  8. Ejete o CD.
4º Passo - Verique se a atualização foi feita.
  1. Ligue o rádio e selecione o modo FM e retire qualquer CD que esteja inserido.
  2. Gire a chave de ignição para a posição OFF.
  3. Aperte e segure dois dos botões laterais do painel do rádio (os botões numerados, veja Figure 1) e gire a chave de ignição para a posição ACCESS.
  4. Continue a pressionar os dois botões até que "Diag Test" apareça na tela do radio.
  5. Aperte o botão 4, ao lado da  palavra "Software".
  6. Verifique que a versão apresentada na tela seja agora "ST10v8.25.0" e "TMS320v8.19.0". Se a versão apresentada não for esta, leve sua motocicleta ao um revendedor, para assistência.
  7. Aperte o botão 6 para sair e retornar o rádio ao seu modo normal.
Fiz a verificação no rádio da minha Ultra Glide e a versão está correta com a mais nova atualização. Imagino que isto tenha sido feito diretamente com o uso do computador da H-D, por ocasião da última revisão, na Floripa Harley-Davidson em Maio de 2013.