sábado, 28 de julho de 2012

Motociclista Recebe Indenização Milionária

Nos Estados Unidos, é claro.

Depois de muitos acidentes com vítimas na rodovia estadual 138, na Califórnia, um juri decidiu condenar o Departamento de Estradas de Rodagem do estado a indenizar uma das vítimas em 31,5 milhões de dólares.

Em Abril de 2009, David Evans estava pilotando sua motocicleta quando colidiu com outro veículo. A colisão deixou Evans com graves lesões na espinha e no cérebro, exigindo atenção médica e os cuidados de uma enfermeira para o resto de sua vida.

Registros da Polícia Rodoviária da Califórnia (CHIP) demonstraram que vários acidentes tinham ocorrido num determinado trecho da rodovia. Os advogados de David Evans convenceram os jurados de que o Estado havia falhado no seu dever de construir e manter rodovias seguras para os cidadãos, não corrigindo defeitos de projeto que permitiram acidentes que poderiam ser evitados.

Nos seus argumentos finais, o principal advogado da vítima, também um motociclista, argumentou que o Estado é responsável direto por acidentes causados em decorrência de imperfeições na pista ou no projeto da rodovia. Segundo ele, o acidente que vitimou David Evans poderia ser evitado, se o Departamento de Estradas de Rodagem tivesse tomado as devidas providências para corrigir os defeitos da estrada.

Se os tribunais brasileiros tivessem o mínimo de respeito pelos cidadãos, punindo as Prefeituras, o Estado e o Governo Federal pelos péssimas condições das ruas e estradas do país, a carnificina anual que mata mais de 50.000 pessoas seria tremendamente reduzida.

Mas o cidadão brasileiro, totalmente indefeso contra um Estado que tudo pode (como nunca antes . . . ), só resta chorar seus mortos. E a tragédia brasileira segue seu curso.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Novos Radares nas BRs de SC Já Multam


Aos motoristas que passaram em alta velocidade por rodovias federais em Santa Catarina depois de 30 de junho um alerta: a partir de segunda-feira as notificações de multas devem chegar na casa dos infratores. O acerto de contas vem do pacote de 204 radares que estão sendo instalados até o fim de 2013 pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).


Do total previsto, 77 radares e lombadas eletrônicas já estão instalados. Destes, 49 foram ligados à rede elétrica e receberam certificação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e, por isso, estão autuando motoristas desde o dia 30 de junho. Na prática, as notificações de multa ainda não foram enviadas aos infratores porque faltava integrar o Dnit ao Registro Nacional de Infrações, o que foi realizado e agora a previsão é que as notificações comecem a ser enviadas.


Os equipamentos estão sendo instalados desde dezembro de 2011 pelas empresas Kopp Tecnologia e Esteio que realizaram um estudo dos locais mais propensos a acidentes. O levantamento foi submetido depois ao Dnit e à Polícia Rodoviária Federal (PRF), embasando a decisão definitiva sobre onde a aparelhagem iria funcionar. Depois de instalados todos precisam ser conectados à fiação elétrica e certificados pelo Inmetro para começar e emitir multas.

Apesar de não ser mais obrigatório o aviso sobre a existência dos equipamentos, o Dnit manteve as placas comunicando que a rodovia tem fiscalização eletrônica. A instalação dos medidores faz parte do Plano Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade, do governo federal. São três tipos de equipamentos de fiscalização: o radar fixo, a barreira eletrônica e o avanço de sinal vermelho, que irá multar carros que pararem sobre a faixa de pedestres. O custo de instalação no Estado é de R$ 118,3 milhões. No Brasil, estão sendo instalados 2.696 equipamentos.


A justificativa do governo federal é reduzir o número de acidentes. Para o presidente do Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transportes (Icetran), José Leles, os radares funcionam como inibidores de excesso de velocidade, desde que sejam colocados em trechos que não sofram grandes variações de velocidade e haja o aviso de que a rodovia é fiscalizada eletronicamente.

Para não confundir

Além dos equipamentos de fiscalização que podem gerar multas, o motorista que passar pela rodovia BR-101 em Santa Catarina, do km 0,3, em Garuva, até o km 219, em Palhoça, administrados pela Autopista Litoral Sul, irão perceber que a cada 1,8 quilômetro há um poste com um equipamento, que de longe pode ser confundido com um radar, quando na verdade se trata de uma câmera de monitoramento 24 horas que não emite multa, apenas monitora o tráfego e as condições da estrada.

A empresa instalou 122 câmeras na rodovia. Todas as imagens são exibidas, em tempo real, no Centro de Controle Operacional da Autopista Litoral Sul, que fica em Joinville. Segundo a concessionária, a intenção do monitoramento é agilizar o socorro de vítimas de acidentes de trânsito e dos motoristas com problemas mecânicos para facilitar a liberação do fluxo na rodovia. O investimento chega a R$ 30 milhões.

Fonte: Diário Catarinense.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Primeiro Evento do HOG Floripa H-D


domingo, 22 de julho de 2012

A Largada Para Uma Viagem Incrível

21 de Julho de 2012
Wilson Roque e Rosangela Tarnovski Roque



Início de uma jornada que esperamos seja longa, saudável, com muito amor e com milhares de quilômetros ainda a serem rodados na nossa Harley-Davidson.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Alberto Santos-Dumont

Hoje é aniversário de nascimento do brasileiro Alberto Santos-Dumont.
Não foi político, nem desportista, muito menos celebridade. Foi um brasileiro que dedicou sua vida ao desenvolvimento do meio de transporte mais eficiente do mundo e provou que sim, o homem pode voar.

Os noticiários da televisão não mencionarão esta data nos jornais da noite. Os jornais impressos não farão matérias sobre ele em seus cadernos especiais. Muito provavelmente as crianças, nas escolas, não serão levadas pelas professoras a cultuar sua memória.

Mas nos quartéis militares e nas cabines de vôo de todas as aeronaves brasileiras, o seu nome será mencionado, com orgulho e com profundo respeito.

Alberto Santos-Dumont (20/7/1873 - 23/7/1932)
O Marechal-do-Ar, Patrono da Força Aérea Brasileira, a pessoa a ter o Brevet número 1 do Aeroclube da França e o primeiro homem a voar num aparelho mais pesado que o ar, de acordo com os registros oficiais da Federação Aeronáutica Internacional (FAI), nasceu no dia 20 de Julho de 1873 na Fazenda Cabangú, no municipio de Palmyra (hoje Santos Dumont), em Minas Gerais.

No dia 23 de Outubro de 1906, no Campo de Bagatelle, em Paris, com a presença de centenas de pessoas e os juízes e cronometristas da FAI, Santos-Dumont realizou o primeiro vôo com um aparelho mais pesado do que o ar, decolando com meios próprios, fazendo um vôo controlado e aterrisando suavemente.

Além desse fato, Alberto Santos-Dumont é creditado como o inventor do motor a explosão de cilindros opostos (para diminuir a vibração), do aileron (mecanismo nas asas dos aviões que permitem curvas suaves) e do relógio de pulso, fabricado sob medida pela Maison Cartier. Com o relógio de pulso Santos-Dumont podia cronometrar o vôo sem tirar as mãos dos comandos da aeronave, o que seria necessário com um relógio de bolso. Até hoje a Cartier tem uma coleção, denominada Santos, em homenagem a Santos-Dumont.

Desprendido, nunca patenteou nenhum dos seus inventos

Alberto Santos-Dumont: herói brasileiro, herói da humanidade.

Quem quiser saber mais sobre este brasileiro, recomendo os seguintes livros:

"O Brasileiro Voador", Marcio Souza
"My Airships", Alberto Santos-Dumont
"Wings of Madness", Paul Hoffman
"Man Flies. The story of Alberto Santos-Dumont, Master of the Ballon", Nancy Winters
"Santos-Dumont. Sim, sou eu, Alberto", Marleine Cohen
"Pioneiros do Ar e a Evolução da Aviação", João Dutra de Medeiros
"Santos=Dumont", Fortunato Camara de Oliveira
"Voar - História da Aviação e do Pára-quedismo Civil Brasileiro", João Ricardo Penteado.



domingo, 15 de julho de 2012

Guga Kuerten - Um Exemplo de Atleta e de Cidadão

Gustavo "Guga" Kuerten, o catarinense de 35 anos que foi o número 1 do tênis mundial e tricampeão de Roland Garros, entrou para o Hall da Fama do Tênis Internacional neste sábado, 14 de Julho, em Newport, Rhode Island, EUA.

Em seu discurso de agradecimento, ele falou emocionadamente do seu pai, chamando-o de "herói e meu ídolo". Guga Kuerten fala fluentemente inglês, francês e espanhol. Ao som de "Guga, Guga, Guga", pronunciado pelo apresentar do evento, o catarinense foi aplaudido de pé pelo público.

Gustavo "Guga" Kuerten, com a filha Maria Augusta, em Newport, RI, EUA.
A emoção de ingressar no Hall da Fama teve início a partir do discurso da mãe do ex-número um do mundo, Alice Kuerten. Na fala, elogiou o sucesso do filho nas quadras e o comportamento exemplar fora delas, incluindo o trabalho de inclusão social.

Maior tenista masculino brasileiro de todos os tempos – o que é comprovado pelos números (títulos, rankings e premiações) de sua carreira – Gustavo Kuerten teve a vida marcada por duas tragédias familiares. A primeira foi a morte de seu pai, Aldo Kuerten, jogador amador de tênis e incentivador da educação pelo esporte, que colaborava nos campeonatos como juiz de cadeira. Quando Guga contava apenas 8 anos de idade, em 1985, teve que enfrentar a morte do pai devido a um ataque cardíaco, enquanto arbitrava uma partida entre juniores em Curitiba.

A segunda envolve o irmão caçula, Guilherme Kuerten, que durante o nascimento sofreu de privação prolongada de oxigênio, causadora de dano cerebral irreversível e conseqüentes deficiências física e mental severas. Guilherme faleceu no dia 7 de Novembro de 2007, vítima de parada cardiorrespiratória. Desde cedo Guga foi estreitamente ligado à luta diária do irmão, algo que incorporou em sua carreira de tenista: em cada jogo disputado, a partir de 1998, Kuerten doava duzentos dólares a instituições de caridade; além disso, todos os troféus conquistados eram dados para o irmão caçula (incluindo as três réplicas em miniatura do troféu de Roland Garros).

Gustavo Kuerten começou a jogar tênis aos 6 anos, por incentivo paterno. Quando tinha 14, conheceu Larri Passos, seu técnico pelos 15 anos seguintes. Foi ele quem convenceu o jogador e sua família de que o jovem tenista tinha talento suficiente para se profissionalizar. Ambos - Kuerten e Larri - começaram a participar de torneios juniores no Brasil e no exterior. Em 1995 Kuerten tornou-se profissional.
Além do tênis, Guga costuma praticar surfe. As belas praias de Florianópolis sempre lhe proporcionaram tal pratica.
(texto: Wikipedia - The Free Encyclopedia)

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Lehman Trikes Reassume Operações

A Lehman Trikes USA, de Spearfish, SD, tinha suspendido suas operações, depois da morte de seu fundador John K. Lehman, em Janeiro deste ano.

Os modernos trikes ganharam muita credibilidade no mercado americano, depois que a Harley-Davidson lançou o Tri Glide, em 2008 e contratou a Lehman Trikes para produzí-los. Desde a linha 2010, os Tri Glides da H-D são fabricados na unidade de York, PA., onde toda a linha Touring é montada.

Trike produzido pela Lehman, baseado em uma Harley-Davidson Ultra Glide.
No final de Junho a companhia foi vendida para a ChampionTrikes, de Garden Grove, Califórnia. Segundo o presidente da Champion, Craig Arrojo, as operações em Spearfish serão reativadas, com cerca de 50 empregados em tempo integral. A previsão é de produzir 500 trikes em 2013, com um novo sistema que inclui a fabricação de partes em metal e fibra de vidro na própria fábrica.

Atualização em Outubro 2015: A Lehman Trikes teve suas operações transferidas de Spearfish, South Dakota (próximo de Sturgis) para a sede da Champion Trikes, na Califórnia.

domingo, 8 de julho de 2012

Balneário Camboriú Harley-Club

Inspirados pela iniciativa de Harleyros de Curitibanos, SC, um grupo de motociclistas criou o Balneário Camboriú Harley-Club.


Com o fechamento da HD Point e o falecimento do grande amigo Ricardo Maccori (Maccori Garage), ficamos como que "orfãos" em Balneário Camboriú. Assim, resolvemos nos organizar em um clube virtual, sem estatuto ou qualquer regulamento, sem restrições; um grupo que reúne amigos que gostam de motocicletas de grande porte, apreciam a boa comida e bons passeios. E, é claro, bons vinhos!


Harley-Davidson Tri Glide Police em Testes


O Departamento de Polícia de Greendale, Wisconsin, é um das quatro agências policiais dos Estados Unidos que estão testando a versão policial da Harley-Davidson Tri Glide.

O modelo foi utilizado na parada presidencial , por ocasião da posse do Presidente Barack Obama, em Washington.

Segundo o Chefe de Polícia de Greendale, Bob Malasuk, a Tri Glide oferece mais segurança para os policiais que a utilizam no patrulhamento díario da cidade.  Com três rodas, uma base mais larga, marcha à ré e bastante espaço no bagageiro, a Harley-Davidson Tri Glide Police está se transformando numa excelente opção para as patrulhas motorizadas.



No passado a Harley-Davidson já havia produzido triciclos policiais. Nas décadas de 1950 e 1960, a HD produziu triciclos adaptados do seu modelo Service-Car.

Triciclo policial H-D na década de 1950
Será que a Motor Company vai intruduzir um modelo Tri Glide Police na sua linha de produção? Veremos.

sábado, 7 de julho de 2012

Aumenta o Número de Mulheres Motociclistas



O número de mulheres motociclistas aumentou nos últimos anos nos Estados Unidos, atingindo cerca de 7.2 milhões, de acordo com o último censo conduzido pelo Conselho da Indústria Motociclística. Isto representa  mais de 10% do universo de pessoas com habilitação para conduzir motocicletas, no país.


A AMA (American Motorcyclist Association) e a maior entidade  representativa do motociclismo americano, com cerca de 225.000 sócios. O percentual de novos sócios do sexo feminino tem aumentado significantemente nos últimos anos. Segundo Maggie McNally, que faz parte do Conselho da AMA, o aumento de mulheres motociclistas é resultado de melhores oportunidades de treinamento, incentivo dos maridos ou namorados e a disponibilidade de roupas e equipamentos projetados para uso feminino.


Hoje existem dezenas de motoclubes que tem grupos do tipo Mulheres Sobre Rodas (Women on Wheels) em seus quadros, com o objetivo de estimular a participação feminina.

Os fabricantes de motocicletas e seus equipamentos tem procurado este nicho de mercado, através de eventos especiais e de campanhas publicitárias, que incluem o vídeo de marketing da Harley-Davidson, da série intitulada “No Doubts. No Cages” . 


As mulheres não tem mais que usar jaquetas, luvas e capacetes projetadas para homens. E hoje é muito fácil adaptar uma motocicletas para o tamanho correto de uma motociclista.


Além disso, as mulheres são mais interessadas em treinamento. Ainda segundo o estudo da AMA, 58% das mulhers participaram em cursos de pilotagem com segurança, enquanto sómente 44% dos homens o fizeram.

A Harley-Davidson Motor Company é a líder no mercado vendas de motocicletas para mulheres, nos Estados Unidos. A HDMC oferece cursos e programas de treinamento para mulheres, em todo o país, para estimular a participação feminina na atividade.

Não importa a sua preferência pelo tipo ou modelo de motocicleta. Milhares de mulheres motociclistas vão se encontrar no fim de semana de 28-29 de Julho em Carson City, Nevada, para o 6º Encontro Internacional de Mulhers & Motociclismo.


Talvez um bom programa para as Ladies of Harley, do Brasil, no próximo ano.