terça-feira, 30 de agosto de 2011

1st Party in the Hangar

Os harleyros de Jonville, SC, estão convidando para um encontro no aeroclube da cidade.

sábado, 27 de agosto de 2011

Enfim um Pneu Resistente?

A Michelin anunciou na quinta-feira o lançamento de um novo pneu para motocicletas, que não tem rival no mercado. Exaustivos testes feitos por um laboratório independente, usando uma Harley-Davidson Electra Glide Classic provou isto: o pneu traseiro da motocicleta, um Michelin Commander II, fez 40.000 quilômetros antes de precisar ser trocado.

Segundo a Michelin, o novo pneu Commander II criou um novo padrão de durabilidade, sem qualquer comprometimento com a aderência ao solo em pista molhada, manobrabilidade ou estabilidade.


Em resposta à exigência do mercado mundial de motocicletas de grande porte, os engenheiros do Centro Tecnológico da Michelin, em Ladoux, França, desenvolveram um novo composto de borracha. A carcaça desse novo pneu radial é associado à Silica Rain Technology (SRT), que integra sílica no componente da banda de rodagem, que foi projetada para evitar desgaste desigual. A carcaça é mais rígida, com maior densidade, melhorando a capacidade de manobra, enquanto as fibras das lonas aumentam a resistência e leveza do pneu, criando maior estabilidade, mesmo em altas velocidades. O desenho da banda de rodagem aumenta significantemente a capacidade de dispersão da água na pista, aumentando a aderência em caso de chuva.

Treze tamanhos estarão disponíveis no mercado a partir de Setembro. Outros tamanhos estarão disponíveis no início de 2012.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A Arte da Harley-Davidson

Scott Jacobs foi o primeiro artista plástico a ser licenciado pela Harley-Davidson, em 1993, dentro do programa "Fine Arts Program".

"Evolution"

Desde então, Scott Jacobs tem criado obras retratando as motocicletas Harley-Davidson. Suas pinturas são colecionadas em todo o mundo, pelos apreciadores da marca, com exibições em 83 países.

"At Your Service"

"Pumping Iron"

Além da Harley-Davidson, Scott Jacobs é licenciado pela divisão Corvette da Chevrolet, Ford Motor Company, Mattel e Hot Wheels Race Team, além de outros.


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Dog Riding

Visto ontem, ao cruzar a ponte Rio-Niterói. O motociclista é um personagem bem conhecido na região.


segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Será em Santa Catarina a Primeira Loja “Verde” da Harley

Deu no Diário Catarinense de hoje:

"A primeira concessionária mundial das lendárias motos Harley-Davidson que seguirá rígidos padrões de sustentabilidade será a que vai ser inaugurada em 1º de Março, em São José, na Grande Florianópolis.

Foi isso que o empresário Wanderlei Berlanda, detentor da concessão no Estado, acertou com a diretoria da empresa, em recente encontro em Los Angeles.

Berlanda, que também revende a Toyota para a região, disse que propôs esse modelo porque há disposição da sua equipe de implantar as normas necessárias.

A unidade, que será às margens da BR-101, também terá uma butique com as confecções e outros produtos da marca.
As motos vão custar ao consumidor de R$38 mil a R$120 mil."

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Curso de Manobras - HOG Curitiba

Mais um curso promovido pela concessionária Harley-Davidson de Curitiba.


Trata-se de um treinamento para manobras de motocicletas touring em baixa velocidade.
É um treinamento importante, que aumentará a auto-confiança do piloto e sua capacidade de manobrar em velocidades mais baixas, aumentando a segurança na pilotagem. Recomendo.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

1909 Harley-Davidson Police

A primeira motocicleta Harley-Davidson usada por um Departamento de Polícia foi o modelo 1908, adquirido pela polícia de Detroit, Michigan. Infelizmente não há um modelo em exposição em nenhum museu do mundo.

A mais antiga Harley-Davidson policial preservada é esta 1909 Harley-Davidson Police, cujos documentos indicam que foi adquirida pela Polícia da cidade de Eau Claire, Wisconsin. A motocicleta está em exposição no National Motorcycle Museum em Anamosa, Iowa.

1909 Harley-Davidson Police
Para dar a partida nesta motocicleta, era necessário colocá-la no descanso traseiro, mover o avanço da ignição na manopla direita, abrir o suprimento de óleo na parte de cima do tanque e engatar a marcha com a alavanca posicionada à esquerda do tanque. Depois de algumas pedaladas o motor dava partida e a marcha era desengatada. Aí era tirar a motocicleta do descanso, adiantar a ignição, acelerar, dar umas poucas pedaladas para quebrar a inércia e voilá, engatar a marcha e sair em perseguição aos motoristas que insistiam em trafegar acima dos 30 km/hora.

Motor H-D de 500 cilindradas monocilindro.
 A produção naquele ano oferecia quatro versões do motor de um cilindro e 500 cilindradas classificados como 5, 5-A, 5-B e 5-C. A diferença entre eles era básicamente o diâmetro do volante do motor e o sistema de ignição. Os modelos 5 e 5-A tinha volante de 29 polegadas e ignição a bateria, enquanto os modelos 5-B e 5-C tinham volante de 26 polegadas e ignição por magneto.

Primeiro protótipo Harley-Davidson V-Twin de 810 cc.
1909 foi o ano de lançamento do primeiro protótipo com motor V-Twin. Com dois cilindros em 45 graus, 810 cilindradas e 7 hp, o motor era chamado de 5-D.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

100.000 Visitas


Completamos hoje, há poucos minutos, 100.000 visitas ao blog.

Um crescimento expressivo, visto que atingimos 50.000 visitas em Novembro passado.

Obrigado aos que nos acompanham. Espero continuar merecendo sua leitura, seus comentários (no site ou no Facebook) e seu interesse.

Abraços e lembre-se: pilote sempre com segurança.

Incrementando a Garage

Uma das muitas coisas que me faz sentir saudades da minha casa em Ocala, Flórida, é a garage. A grande maioria dos americanos (mesmo nos grandes centros) moram em casas com amplas garagens.
Se você tem o privilégio de morar em uma casa com garage e quiser dar uma incrementada, aqui vão algumas idéias.



Onde fica o carro? Do lado de fora, é claro, como na maioria das garagens residenciais nos Estados Unidos . . .

domingo, 7 de agosto de 2011

Polícia Rodoviária Federal

Criada pelo Presidente Washington Luiz em Julho de 1928, tinha a denominação inicial de "Polícia de Estradas". Em 1935, Antônio Felix Filho, considerado o primeiro Patrulheiro Rodoviário Federal, recebeu a missão de organizar a vigilância das rodovias Rio-Petrópolis, Rio-São Paulo e União Indústria (Petrópolis-Juiz de Fora).

Antônio Felix Filho, o "Turquinho", primeiro Patrulheiro Rodoviário Federal
Ele e sua equipe percorriam e fiscalizavam as três rodovias utilizando duas motocicletas Harley-Davidson. Contavam, ainda, com a ajuda de 450 vigias da então Comissão de Estradas de Rodagem, precursora do DNER (Depto. Nacional de Estradas de Rodagem).

Harley-Davidson da PRF na década de 1930
Em Julho de 1935 foi criado o primeiro quadro de policiais da Polícia Rodoviária Federal, com a denominação de "Inspetores de Tráfego". Em 1945, já com a denominação atual, a PRF foi vinculada ao extinto DNER, orgão do Ministério de Viação e Obras Públicas, mais tarde Ministério dos Transportes.

Patrulheiro Rodoviário Federal na década de 1960

Com a Constituição de 1988, a PRF foi integrada ao Sistema Nacional de Segurança Pública. Desde 1991 a PRF faz parte do Ministério da Justiça, como Departamento de Polícia Rodoviária Federal. 
Sua missão é exercer o patrulhamento ostensivo nos mais de 61 mil quilômetros de rodovias e estradas federais, garantindo ao cidadão brasileiro o direito constitucional da livre locomoção.

As atribuições da PRF são definidas principalmente pelo Código de Trânsito Brasileiro (Polícia de Trânsito) e pelo Decreto 1.655 de 1995 (combate ao crime).




Uma Homenagem aos homens e mulheres da Polícia Rodoviária Federal, guardiães das rodovias federais brasileiras e o melhor amigo dos motociclistas, nas estradas.

Vendas de Trikes em Alta nos EUA

A venda de trikes (triciclos construídos a partir de chassis de motocicletas) continua em crescimento nos Estados Unidos.

Com os "babyboomers" (como são chamadas as pessoas nascidas entre 1946 e 1954) chegando na melhor idade, a procura por estes triciclos - que mantem sua identidade como motocicleta - continua em alta.

De acordo com uma reportagem do jornal de Rapid City, South Dakota (na região de Sturgis), as vendas de trikes tem crescido entre 15% e 30% nos Estados Unidos nos últimos anos, uma tendência contrária ao declínio nas vendas de motocicletas convencionais, ocorrida após a crise econômica de 2008.

Segundo as estatísticas, o modelo líder de venda é a Harley-Davidson Tri Glide, que entrou no mercado em 2009.

2012 Harley-Davidson Tri Glide Ultra Classic

Especialistas atribuem a estabilidade proporcionada pelas três rodas como a maior razão do crescimento de vendas dos trikes.
De acordo com Ken Hines, presidente da Lehman Trikes, de Spearfish-South Dakota, os maiores consumidores de trikes são os "babyboomers", seguidos bem de perto por mulheres motociclistas. As motociclistas já representam 12% dos pilotos habilitados nos Estados Unidos. No segmento de trikes, entretanto, a presença feminina já chega a 38% do mercado.
Ainda segundo Hines, as esposas influenciam muito na decisão de compra, já que muitas delas não se sentem seguras numa motocicleta, mas mudam de idéia quando experimentam um trike.

Diferente das motocicletas touring, os trikes não tem problema em circular por estradas não pavimentadas ou com pavimentação deficiente.
Por outro lado a preocupação com capotagens nas curvas mostrou-se sem fundamento, pois tanto as Harley Tri Glides como os kits fabricados pela Lehman tem um sistema de suspensão no qual o diferencial transfere a tração para a roda da parte interna da curva, aumentando sua aderência ao solo.

Linha de montagem na Lehman Trikes - na foto, uma Honda Gold Wing
A Lehman Trikes é o maior fabricantes de trikes nos EUA, depois da Harley-Davidson, e fez a montagem das Harley-Davidson Tri Glide entre 2009 e 2010. A partir dos modelos 2011, a Harley faz a montagem da Tri Glide em sua planta de York, Pennsylvania.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

As Harleys São Muito Quentes?

Pelo menos quatro harleyros da Califórnia pensam assim.

Quatro motociclistas da Califórnia entraram com uma ação contra a Harley-Davidson num tribunal local, afirmando que os motores Twin-cam 96 da Harley-Davidson geram muito calor por defeito de fabricação e que o fabricante sabe desses problemas desde 1999.


Na alegação apresentada, os quatro argumentam que o motor sobreaquece e o calor produzido causa queimaduras nas pernas dos pilotos. Alegam, também, que a transmissão de 6 marchas, usada desde 2006, apresenta defeitos constantes.

O juiz que examinou o caso acatou a tese dos advogados da Harley-Davidson de que não se trata de  práticas comerciais ilegais e instruiu os advogados dos reclamantes a reverem suas acusações.

Mas um juiz federal concordou com a tese dos reclamantes, baseado em práticas comerciais fraudulentas, infração ao Código do Consumidor e enriquecimento injusto. Esta decisão permite que a ação coletiva continue.

Na seu despacho, o juiz escreveu que "a alegação dos reclamantes é válida porque um consumidor consciente mudaria sua decisão se soubesse que o calor do motor poderia causar queimaduras e que a transmissão necessitaria muitos consertos e substituição".

Todos nós concordamos que os motores Twin-Cam produzem muito calor, especialmente no verão e no trânsito lento das cidades. Este assunto tem sido debatido nos blogs e fóruns desde que os motores foram introduzidos pela Harley-Davidson. A própria fábrica tem consciência disso e disponibilizou um radiador de óleo, como acessório desde 2007 e como equipamento de linha nos modelos 2012. Além disso, desde 2008 os motores vem equipados com a tecnologia EITMS (Engine Idle Temperature Management System), que desativa o cilindro traseiro, quando o motor está em baixa rotação por longos momentos.

O calor gerado pelos Twin-Cam não poderia ser diferente, com uma cilindrada tão alta e requisitos ambientais tão exigentes, para um motor refrigerado a ar. Mais cedo do que se pensa a Harley-Davidson será levada a adotar refrigeração a líquido nos seus motores. Não tenho dúvida disso.

Mas dizer que é defeito de fabricação e que montadora sabe disso e esconde de seus consumidores, é levar o tema um pouco além da realidade.

Pelo menos é essa a minha opinião. Vamos aguardar e ver o que a justiça federal americana vai decidir.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

2012 Victory Cross Country Tour

Victory Motorcycles é um fabricante de motocicletas de Spirit Lake, Iowa, EUA, que começou a produzir veículos de duas rodas em 1998. É uma subsidiária da Polaris Industries e foi fundada numa tentiva de seguir o sucesso da Harley-Davidson. Suas motocicletas são projetadas para concorrer diretamente com a lendária marca americana.

O model 2012 da Victory Cross Country Tour é quase uma réplica da Harley-Davidson Ultra Classic Electra Glide.



Equipada com um motor V-Twin de 106 cu.in. (1740 cc), a Cross Country Tour tem um tanque de 5,8 galões (22 litros), injeção eletrônica, transmissão com caixa de 6 marchas e freios ABS. Apesar de não ser equipada com intercomunicador nem rádio PX, tem manopla e bancos aquecidos, de linha.

Oferecida sómente nas cores preta, vermelha e branca, a Cross Country Tour 2012 tem o preço sugerido de US$22.000, nos Estados Unidos.