domingo, 27 de dezembro de 2009

Merchant Navy Hotel - O fim de uma era


Estava fazendo uma busca na internet, referente ao Hyde Park, em Londres e lembrei-me do tempo que morei no Merchant Navy Hotel, enquanto estudava em Londres.

Em 1972, eu servia no Projeto BRA-54 da Marinha do Brasil e da ONU (UNDP e IMO), que construiu o CIAGA - Centro de Instrução Almirante Graça Aranha.

A Marinha selecionou um grupo de Oficiais, que foram enviados ao Reino Unido para fazerem cursos de pós-graduação em áreas específicas. Eu fui o primeiro deles a seguir para a Inglaterra, tendo estudado Técnica de Transporte Marítimo e Administração e Operação de Portos e Terminais Marítimos, no British Transport Dock Staff College, na University of Wales e no Thurrock Technical College.

O Merchant Navy Hotel, que ficava no número 19 da Lancaster Gate, junto ao Hyde Park, era um hotel típico, todo decorado com motivos navais e que servia, principalmente, como hotel de trânsito para os oficiais que passavam por Londres. Naquela época, Londres ainda era um dos maiores portos do mundo e tinha recentemente inaugurado o terminal de containers de Tilbury.

Pois bem, ao pesquisar sobre o hotel, descobrí que foi fechado no final de 2002, quando, pela última vez, a bandeira da Marinha Mercante Britânica foi descerrada, exatamente às 12:00 do dia 22 de Dezembro.

Lembro-me bem do Jervis Bay Room, a enorme sala de estar do hotel, assim chamada em homenagem ao S/S Jervis Bay. Este navio, no início da Segunda Guerra Mundial, foi transformado num navio mercante armado (6 canhões de 152 mm e 2 canhões de 76 mm) e atuou como escolta em comboios de navios, entre Halifax, no Canadá e portos no Reino Unido, através das àguas do Atlântico Norte, infestada de submarinos alemães.

O Jervis Bay foi afundado pelo cruzador alemão Admiral Scheer, em 5 de Novembro de 1940, depois de uma batalha em que conseguiu defender, com sucesso, os 37 navios mercantes que faziam parte do comboio sob sua responsabilidade. 125 tripulantes morreram no naufrágio, inclusive seu comandante, o Capitão de Longo Curso Edward Fergen.

O Merchant Navy Hotel ficava num local muito bem situado, na parte norte do Hyde Park, próximo do famoso Speaker's Corner. Dava para ir à pé em vários pontos interessantes de Londres, inclusive no Piccadily Circus, Soho, toda a parte glamorosa da cidade.

Nos sábados e domingos a calçada norte do Hyde Park se tranformava num museu de artes, a céu aberto. Centenas de artistas plásticos expunham alí suas obras, que eram penduradas nas grades que circundam o parque.

Eu costumava percorrer grande parte da calçada, apreciando as telas e esculturas, passava pelo Speaker's Corner para ver o que falavam, alí, e depois seguia para um dos muitos museus existentes em Londres.

Ainda no Hotel: nas noites de sexta-feira, um senhor bem idoso, que era o pai da gerente do "pub" existente lá, fazia uma espetáculo de gaita de foles escocesa. Ele era um Sargent Major reformado, de um dos Batalhões de Guarda da Rainha, e, com o uniforme de gala do batalhão, tocava o instrumento com muito talento. Eu ficava sentado no "pub", tomando minha Guinness e comendo "fish n' chips" enquanto apreciava aquele espetáculo, no melhor estilo da tradição militar britânica.

É, fiquei muito triste em saber que o hotel fechou e o velho prédio foi derrubado para a construção de um edifício de apartamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário